TechHub atrai investimento de R$ 45 milhões para impulsionar hidrogênio verde em Suape – Revista Algomais – a revista de Pernambuco
Gente & Negócios

Gente & Negócios

Rafael Dantas

TechHub atrai investimento de R$ 45 milhões para impulsionar hidrogênio verde em Suape

Uma parceria entre a CTG Brasil (empresa de origem chinesa), o Departamento Nacional do Senai, o Senai-PE Pernambuco e o Governo do Estado traz para o Complexo de Suape o TechHub de Hidrogênio Verde. Com o investimento de R$ 45 milhões, a iniciativa promete implementar de projetos focados na produção, transporte, armazenamento e gestão de hidrogênio verde (H2V), considerado o combustível do futuro.

O anúncio, que viabilizará um espaço de pesquisa, desenvolvimento e inovação com foco no combustível do futuro, foi feito na tarde desta segunda-feira (25), na sede da Fiepe. “Estamos de olho no futuro, já que o hidrogênio verde é uma inovação mundial, tem grande potencial de investimento, sustentabilidade e desenvolvimento da economia verde. Além disso, são medidas visionárias como essa que vão sempre nos manter protagonistas e aparecendo na estratégia de grandes agentes econômicos globais quando se fala do Nordeste e do Brasil”, afirma o secretário de desenvolvimento econômico de Pernambuco, Geraldo Julio.

Seis propostas receberão aportes para desenvolvimento de projetos, que foram selecionadas a partir da chamada pública “Missão Estratégica Hidrogênio Verde”, promovida pelo Departamento Nacional do SENAI e pela CTG Brasil. A iniciativa integra a estratégia de investimento em P&D+ inovação da CTG Brasil alinhada ao Programa de Pesquisa e Desenvolvimento regulado e promovido pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). “Esse é um hub nacional de hidrogênio verde. Não é qualquer coisa, ainda mais em um dos portos mais importantes que a gente tem que é o Porto de Suape”, celebrou Jefferson Gomes, diretor de tecnologia e inovação do Senai, que possui nacionalmente uma rede de 26 Institutos SENAI de Inovação. “Estou enxergando aqui um futuro mirando na lua. Nosso objetivo aqui é ter vários containers dando apoio a tecnonoligas de hidrogênio verde para o Brasil”.

A CTG Brasil, maior investidora do programa de Hidrogênio Verde, avalia que o TechHub tem papel fundamental na estratégia de inovação da companhia, contribuindo com soluções e novas tecnologias que acelerem a transição energética e impulsionem o protagonismo do Brasil em projetos com foco em uma economia de baixo carbono. Para conectar todas as iniciativas apoiadas pelos investimentos nas plantas piloto implementadas no TechHub, será desenvolvida uma plataforma digital de comercialização para o Hidrogênio Verde. “É fundamental rastrear e certificar a origem da energia para a produção do hidrogênio, assegurando que a fonte de alimentação da planta é proveniente de energia 100% renovável, abrindo ainda mais portas para a comercialização deste que é considerado o combustível do futuro”, afirma José Renato Domingues, vice-presidente corporativo da CTG Brasil.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon