Assine

“O Corredor do Comércio tem um valor histórico enorme e com uma atividade econômica intensa”.
Rafael Dantas

“O Corredor do Comércio tem um valor histórico enorme e com uma atividade econômica intensa”.

Publicado em 20/04/2021 por Revista algomais às 5:00

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife, Rafael Dubeux, foi um dos entrevistados da edição desta semana da Revista Algomais em que tratamos sobre o projeto do Corredor do Comércio do Recife. Reivindicação antiga da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), a recuperação das principais vias comerciais dos bairros centrais da cidade tem um novo olhar neste ano, com as estratégias do urbanismo tático. O secretário comenta também sobre o impacto da pandemia na atividade dessa região e fala das ações do poder municipal para incentivar os pequenos empresários e empreendedores.

Qual a sua avaliação sobre o projeto de revitalização do Corredor do Comércio do Recife?
Rafael Dubeux A região central da cidade merece mesmo uma atenção diferenciada, já que é o coração da cidade. O Corredor do Comércio é parte desse núcleo, com um valor histórico enorme e com uma atividade econômica ainda muito intensa. A Prefeitura está articulando ações para promover a recuperação desses principais eixos e, em parceria com os empreendedores locais, poderemos dar uma nova cara à região.

Qual o impacto da Pandemia nesta região?
Rafael Dubeux A pandemia trouxe impacto para quase todas as atividades econômicas. O comércio de rua, naturalmente, sofreu um revés forte por conta das medidas de distanciamento e pelo uso crescente do comércio eletrônico. Todos esses segmentos passam por uma reestruturação no nível mundial e é preciso se adaptar a essa nova realidade. Mesmo sabendo que das nossas limitações, inclusive orçamentárias, a gestão do prefeito João Campos anunciou uma série de ações no sentido de auxiliar os setores produtivos, adiando o recolhimento de taxas municipais, como o IPTU e ISS municipal e do ISS do Simples Nacional, e oferecendo mais prazos aos empreendedores. Todos os impactos, que superam quase de R$ 30 milhões, estão beneficiando cerca de 30 mil empreendimentos da cidade. Também elaboramos e lançamos em menos de 3 meses o Crédito Popular do Recife, um dos compromissos de campanha do prefeito, que ajudará setores produtivos nesse momento difícil. É uma ajuda para dar fôlego sobretudo aos micro e pequenos negócios.

Algumas intervenções em ruas dessa região central já foram iniciadas. Quais as primeiras ações da PCR no centro nesta gestão? Quais os resultados esperados?
Rafael Dubeux – Houve intervenções de urbanismo tático, com pintura da Rua Velha para embelezar o espaço e ampliar a segurança para os pedestres. Também houve intervenção na Avenida Nossa Senhora do Carmo, com a maior faixa de pedestre da cidade e espaços de proteção aos que caminham pela cidade. Também foi expandida a rede de Wifi gratuito do Conecta Recife, o que facilita o uso pelos usuários e também pelos pequenos comerciantes, que podem usar as maquininhas de pagamento.

Estão nos planos da secretaria que tipo de ações e articulações para a revitalização do Corredor do Comércio?
Rafael Dubeux – Temos discutido com os lojistas locais a requalificação de outras ruas, incluindo pinturas de fachadas. Queremos também avaliar em conjunto a possibilidade de pedestrianização de alguns trechos. No nível mais amplo, uma preocupação permanente deve ser a melhoria das atividades de zeladoria e controle urbano. O CredPop servirá de impulso para alguns dos empreendedores do local. Além disso, a transformação digital de toda a região precisa se consolidar no horizonte de ação de todos neste novo contexto econômico.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »