Assine

Prefeitura do Recife implanta nova área de urbanismo tático para aumentar o espaço dos pedestres

Prefeitura do Recife implanta nova área de urbanismo tático para aumentar o espaço dos pedestres

Publicado em 20/12/2021 por Revista algomais às 4:30

Da Prefeitura do Recife

Para dar mais segurança viária aos pedestres, o prefeito do Recife, João Campos, entregou, na última sexta-feira (17), uma nova sinalização que redesenhou vias na comunidade de Jardim Monte Verde, no bairro da Cohab, Zona Sul da cidade. As vias contempladas foram a Ladeira Monte Guararapes e as avenidas Chapada do Araripe e Serra da Mantiqueira. O projeto realizou o ordenamento de trânsito, a criação de áreas de pedestres em vias que não possuem calçadas e a implantação de uma área compartilhada entre pedestres e veículos, com velocidade máxima de 20 km/h regulamentada. Ainda na Zona Sul, no Ibura, o prefeito entregou uma escadaria requalificada. O consultor internacional e ex-secretário de Cultura Cidadã de Medellín, Jorge Melguizo, esteve nas ruas com o prefeito e conheceu as melhorias voltadas para o fortalecimento de áreas vulneráveis no Recife.

 

 

 

“A gente está aqui em Jardim Monte Verde visitando mais uma intervenção da Prefeitura em parceria com a Bloomberg. Aqui transformamos 2 mil m² de vias em espaço para pessoas, famílias, crianças. Através dessa ação de Urbanismo Tático, conseguimos abrigar uma área, colocar um mobiliário urbano, colocar plantas, aumentar a faixa de pedestre, com a possibilidade de ampliação de calçadas para caminhada e práticas de exercícios, priorizando sempre as pessoas. Assim como essa intervenção, a gente está fazendo outras em vários locais da cidade, sempre valorizando espaços em que as pessoas possam conviver e viver a cidade”, declarou o prefeito do Recife, João Campos.

 

 

 

Ao longo das avenidas Chapada do Araripe e Serra da Mantiqueira, serão implantadas áreas de urbanismo tático no bordo das vias para dar espaço de passeio aos pedestres. Atualmente, a estrutura viária tem áreas com calçadas estreitas ou, ainda, sem calçada. Com a implantação do novo projeto, o urbanismo tático vai permitir a ampliação dos passeios públicos em um trajeto de mais de 1 km de extensão. Atualmente, apenas 6,7% da área é destinada aos pedestres. Com a mudança, 48% do espaço será destinado a quem anda a pé, que é maioria das pessoas no local.

 

 

 

Em estudo prévio realizado na área junto à Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária (BIRGS) à NACTO-GDCI, a CTTU constatou que 86% dos usuários chegam a pé ou de bicicleta. Entre os pedestres, 1/3 são crianças. Além disso, dos veículos que transitam no local, 52% trafegam acima de 30 km/h. Observando essa problemática, a CTTU desenvolveu o projeto para garantir mais segurança viária aos pedestres com uso de urbanismo tático, que trouxe a humanização do espaço público com mobiliário urbano – como bancos e plantas. Um público que recebeu atenção diferenciada foi o das crianças pedestres. Constatou-se que 29% das pessoas que trafegam a pé são crianças. Ao todo, 97% das crianças do local se locomovem no próprio leito viário, o que causa insegurança, especialmente nas áreas de ladeiras, onde os veículos têm a tendência a aumentar a velocidade. Por isso, foi criada uma nova área, que será utilizada para convivência, onde foram pintados jogos populares como o de amarelinha no chão da via. Com novo espaço de convivência, o projeto vai dar mais possibilidade de travessias com mais de 25 novas faixas de pedestres e implantação de refúgios, que vão reduzir a calha viária da Ladeira Monte Guararapes e das avenidas Chapada do Araripe e Serra da Mantiqueira, o que proporciona a redução de velocidade. Essa área terá uma sinalização diferenciada nas imediações entre as três vias para adequar a velocidade a 20 km/h e, assim, implantar um espaço compartilhado de pedestres e veículos, com elementos redutores de velocidade na via.

 

 

 

A intervenção foi realizada pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Política Urbana e Licenciamento (Sepul) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU). Já a implantação foi desenvolvida pela CTTU em parceria com a Secretaria Executiva de Inovação Urbana e com a NACTO-GDCI, instituição de referência mundial em mobilidade urbana, além da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global (BIRGS).

 

 

 

“Muito especial a visita de hoje, oportunidade para conhecer duas obras, em que Medellín chamamos de Urbanismo Social ou Pedagógico, que são intervenções pequenas mas com grande impacto para a comunidade. Essas são obras que saíram de um trabalho com a comunidade, com alta participação, o que gera maior apropriação para promover a qualidade de vida”, pontuou o especialista colombiano Jorge Melguizo.

 

 

 

“Esse projeto é inovador em vários sentidos, tanto em ampliar espaço para pedestres em uma área crítica para esse público, onde menos de 10% do local era destinado para quem andava a pé, quanto para o transporte público com o ordenamento do trânsito, quanto também em trazer esse elemento da valorização da rua como um espaço de convivência, em especial para as crianças, que são grande parte do público beneficiado com a intervenção”, destaca a presidente da CTTU, Taciana Ferreira.

 

 

 

Ao todo, foram implantadas 14 áreas de urbanismo tático durante o ano de 2021, com projetos de destaque como os da Rua da Palma, Rua Frei Cassimiro e Largo Dom Luiz. Na Rua da Palma, a técnica de urbanismo tático foi utilizada para redistribuir o espaço urbano entre pedestres e carros. Constatou-se que a maioria das pessoas que transitavam na via eram pedestres, dessa forma, a rua que antes tinha 60% do espaço destinado aos veículos, passou a ter 60% do espaço destinado às pessoas. Na Rua Frei Cassimiro e no Largo Dom Luiz, o urbanismo tático foi utilizado para ordenar o trânsito, ampliar o espaço dos pedestres e dar mais segurança nas travessias. A técnica humaniza o espaço público e garante redução de sinistros de trânsito. De acordo com as notificações da CTTU, ocorreu uma redução de 41% de sinistros com vítimas após as intervenções. Em 2021, os projetos de urbanismo tático foram feitos em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global (BIRGS) e com a Associação Nacional de Oficiais de Transporte da Cidade (NACTO-GDCI, da sigla em inglês).

 

 

 

Escadaria – Mais cedo nesta sexta-feira (17), o prefeito João Campos esteve na entrega da obra concluída de recuperação de uma escadaria no Ibura, que totalizou um investimento de R$ 93 mil. A Rua Rio Espera foi beneficiada com intervenções de requalificação e implantação de corrimão na escadaria, levando mais segurança e conforto para a população que necessita fazer uso diário do equipamento.

 

 

 

O serviço foi concluído no dia 20 do mês passado, e contou com a recuperação da escadaria, aplicação de tela argamassada e implantação de 38 metros de corrimão. O investimento total foi de R$ 93 mil, sendo R$ 13 mil apenas no corrimão. Além disso, a escadaria também passa a contar com nova iluminação em LED com 41 luminárias instaladas, um investimento de R$ 28.534,70.

 

“Aqui era um terror para os idosos e para as crianças, que costumavam cair aqui tentando subir ou descer. Isso aqui era só barro, ainda mais nesse tempo de chuva que fica mais escorregadio. Já socorremos várias pessoas que caíram. Agora está ótimo, uma bênção e maravilha para quem mora perto da escadaria e para todos os moradores”, comemorou a dona de casa, Alzinete Santana, 51 anos.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »