Assine

Suape inicia reflorestamento de mais 61 hectares da Mata Atlântica

Suape inicia reflorestamento de mais 61 hectares da Mata Atlântica

Publicado em 04/06/2021 por Revista algomais às 5:00
Depois de 10 Anos como signatária do Pacto pela Mata Atlântica Suape chega a marca dos 2 milhões de mudas nativas plantadas na sua Zona de Proteção Ecológica.

Do Complexo de Suape

Na véspera do Dia Internacional do Meio Ambiente, comemorado neste sábado (5), a empresa Suape deu início a mais uma importante etapa do plano de reflorestamento da Zona de Preservação Ecológica (ZPEC), beneficiando uma área de 61 hectares, equivalente a 61 campos de futebol. Nessa etapa, está previsto o plantio de 71 mil mudas. Na mesma ocasião, foi anunciada a conclusão da restauração dos 200 hectares da ZPEC, onde foram utilizados mais de 300 mil mudas da Mata Atlântica.

A área, cujo plantio começou nesta sexta-feira (4), está localizada no Engenho Algodoais. As mudas utilizadas nos projetos de restauração florestal são cultivadas no Viveiro Florestal de Suape, que possui estrutura e capacidade para produzir cerca de 450 mil mudas por ano de 78 espécies nativas da Mata Atlântica. Após a finalização do plantio, iniciam-se as atividades de manutenção das áreas para garantir o desenvolvimento das mudas plantadas até atingirem o status de floresta. Só então são consideradas ecologicamente recuperadas.

Desde 2010, Suape realiza projetos de restauração florestal na ZPEC, somando mil hectares de áreas em processo de recuperação da Mata Atlântica. Neste bioma, incluem-se mangue, restinga e floresta ombrófila densa. A partir de 2011, a empresa tornou-se signatária do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica (PRMA). A meta do PRMA é restaurar 15 milhões de hectares até 2050 em todo o País.

“Suape tem investido cada vez mais recursos para ampliar suas ações ambientais e sociais e, dessa forma, também contribuir com a metas estabelecidas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Organizações das Nações Unidas. O Complexo Industrial Portuário de Suape é um dos mais importantes arcabouços de ativos ambientais do Nordeste e um dos maiores do Brasil”, explica Carlos André Cavalcanti, diretor de Meio Ambiente Sustentabilidade da estatal.

Considerado um dos principais polos de investimentos do País, situado na Região Metropolitana do Recife, com uma área de 13,5 mil hectares, Suape destina 59% de todo seu território para prática de atividades de preservação, proteção e controle dos recursos naturais da ZPEC. A definição foi determinada pelo Plano Diretor em vigor desde 2011, reafirmando o compromisso da empresa com uma agenda verde e sustentável, aliando o desenvolvimento econômico com a proteção do meio ambiente.

 

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »